Máscaras largadas no chão espaço público

Bom dia. O país está a ficar cheio de máscaras pelo chão especialmente perto de clínicas mas não só.
SERÁ QUE NÃO ERA POSSÍVEL ACCIONAR UM SISTEMA DE SANÇÕES PARA PESSOAS Q LARGAM MÁSCARAS PELO ESPAÇO PÚBLICO COMO JÁ EXISTE FELIZMENTE PARA AS BEATAS DE CIGARRO??

2020-08-04

Atribuição Dia Nacional das Conservas de Peixe

Dia Nacional das Conservas de Peixe
15 de novembro


A ANICP - Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe, vem por este meio manifestar o interesse em criar a efeméride do Dia Nacional das Conservas de Peixe, a comemorar todos os anos no dia 15 de novembro*, sendo uma enorme honra para o setor. Esta data escolhida coincide com o encerramento da Exposição Universal de Paris de 1855 onde foi entregue a primeira menção honrosa a conservas portuguesas de sardinha, a um industrial de Setúbal.
http://canthecan.net/collectible/liste-generale-par-orde-alphabetique-des-exposants/

A Indústria Conserveira começou em Portugal na década de 1850, onde foram pela primeira vez produzidas conservas de peixe pelo método de Nicolas Appert. Tal é comprovado por documentos existentes no Arquivo Distrital de Setúbal, principalmente no fundo Almeida Carvalho.

Foi em 1855 que um industrial português recebeu na Exposição Universal dos Produtos da Agricultura, da Indústria e das Belas Artes, em Paris, uma menção honrosa pelas suas “sardines à l`huile de bonne qualité”.

Todos os anos, no dia 15 de novembro, pretendemos relembrar que, dentro de cada lata de conservas está refletida uma parte da história de Portugal e do mundo, mas sobretudo, o reflexo da principal indústria alimentar nacional, que perdura até aos dias de hoje, fruto de uma dedicação férrea de operários e empresários e de peixe de excelente qualidade.

Uma indústria cheia de história, a mais antiga e querida no nosso país, o maior exportador e dinamizador social no século XX. Foi também o impulsionador de muitas outras indústrias, como a pesca, exploração salineira, a produção de azeite, as latoarias, carpintarias, tipografias e litografias, fundição, mecânica e atualmente de pesca, investigação, litografia, robotização, turismo gastronómico, entre outras.

É nossa intenção que este dia seja repleto de várias iniciativas em Portugal para mostrar a importância das conservas de peixe portuguesas, não só como parte integrante de uma alimentação saudável e equilibrada, mas também atribuir o reconhecimento merecido da Indústria Conserveira para a economia e para o desenvolvimento nacional.
Pretendemos sensibilizar o público para os produtos da pesca e da aquicultura sustentáveis, apresentando as conservas enquanto exemplo distintivo de tradição e excelência da indústria e superioridade do peixe da nossa costa.

As conservas portuguesas são hoje um ícone nacional, fabricadas com muita dedicação por todos quantos trabalham nesta indústria secular, que tem sido, ao longo dos tempos, um verdadeiro embaixador de Portugal nos quatro cantos do mundo.








NOTA : * La remise des récompenses a lieu le jeudi 15 novembre 1855 en présence de 40.000 spectateurs dans la grande nef du Palais de l'Industrie. La cérémonie commence vers 13 heures par un discours du prince Napoléon, président de la commission impériale, que l'empereur et l'impératrice écoutent debout, puis est suivie d'un discours de l'empereur Napoléon III, grandement accueilli par des bravos et acclamations.



A Indústria Conserveira Nacional no presente


Atualmente, existem 20 unidades industriais de conservas em laboração, 17 no Continente e três na Região Autónoma dos Açores, que empregam cerca de 3.500 postos de trabalho de mão-de-obra direta, e outros tantos de mão-de-obra indireta, existindo zonas costeiras no nosso país cujo emprego depende, em boa parte, das empresas de conservas aí instaladas.

As empresas portuguesas contam com mais de 700 referências de conservas, produzidas a partir de 26 espécies de pescado.

A sua produção representa uma riqueza anual de 323 milhões de euros, tendo apresentado em 2019 um volume de exportação de 226 milhões de euros para mais de 70 países, que correspondem a 43 mil toneladas e que representa 70% da sua produção.
A fileira produz atualmente 62 mil toneladas, dos quais 97 milhões para o mercado interno
A indústria conserveira nacional é responsável por 3500 postos de trabalho diretos, 90% dos quais ocupados por mulheres.

Em 2020, uma vez mais as Conservas Portuguesas foram alvo de procura prioritária devido à pandemia de Covid19 e neste cenário dramático, a Indústria Conserveira, cumpriu o seu papel junto dos portugueses e do mundo, apresentando uma capacidade de resposta que deixa claro que em tempos de crise é fundamental poder confiar num produto de longa duração, saudável e económico.




Os factos históricos que apresentamos são fruto do trabalho de investigação do CAN THE CAN, um trabalho conduzido por Victor Moura Vicente, baseado em estudos de diversos investigadores e historiadores portugueses, principalmente Albérico Afonso, Carlos Mouro, Maria Conceição Quintas e Ana Alcântara. Mais informação em canthecan.net/conservasdeportugal

2020-07-31

Creches

Ao ler no jornal "O Público" de 28JUL20 que a Assembleia da República recebia sugestões dos cidadãos, o que desconhecia, aproveito para o seguinte :
Atendendo ao tempo de espera que uma pessoa passa para ser atendida numa FARM,ACIA, assim como à sua natureza social, proponho que através da ANAFRE e da Assembleia da República seja autorizado a que as Juntas de Freguesia (as que o queiram) possam ser proprietárias duma Farmácia, de cujos lucros podiam pôr a funcionar uma creche gratuitamente.
Com os meus cumprimentos

Aníbal Batista Leal
R. Pintor Falcão Trigoso. lote 11-R/C 8600 Lagos

2020-07-30

Acções do BES

Ex.mos senhores e senhoras deputados.
Sugiro que legislem no sentido de colmatar uma deficiência que ficou da Resolução do BES.
Eu , como certamente muitos outros Portugueses , fiquei detentor de 3000 acções do referido BES, aquando da sua súbita resolução.
Estás acções , como é sabido tinham de estar e continuam numa conta de guarda de títulos no banco onde sou cliente.
As ditas acções , em resultado da Resolução , deixaram de ser transacionáveis , não apresentam qualquer valor , nem existem materialmente. Só existem enquanto registo informático, continuando eu a pagar trimestralmente ao banco pela guarda de títulos , cerca de 11 euros.
Já tentei junto do banco Santander , onde estão depositadas proceder à sua destruição , mas não é possível. Já tentei também junto da CMVM encontrar solução , sendo a única apontada , doá-las, tendo para isso que arranjar quem aceitasse a doação sem qualquer valor e com encargos. Já tentei junto do BdP , mas sem qualquer resposta.
Sendo que apenas tenho estes títulos , pago cerca de 44€ por ano para guardar algo sem qualquer valor, sendo que como não posso encerrar a conta de títulos , não posso ter acesso a uma conta de serviços mínimos o que me obriga a pagar manutenção de conta ordem , por onde recebo a pensão de velhice, são 5€/ mês.
Mais, temo que por minha morte , os herdeiros , tenham de continuar a pagar ad-eternun a guarda de títulos, que na prática deixaram de existir com a Resolução do Banco Espírito Santo.

2020-07-29

Integração da População na AR

A maioria da população não conhece os deputados nem se revê nos ideais desses deputados nem nos partidos que eles representam. Isto é bastante explicito numa Abstenção de 51%.
Porque não dar a voz as pessoas? Deixar participar quem tem algo a dizer e provas dadas na sociedade e nas comunidades onde vivem.
Porque não existe um portal na Internet onde a população pudesse intervir nos debates da AR?
Participar nas votações, intervir nos debates se necessário. Claro que teriam de ser bloqueadas as pessoas que apresentassem discurso de insultos e discriminação.

Para finalizar: porque é que a abstenção nas eleições não conta na percentagem de deputados eleitos. Causava impacto ver mais de metade da AR vazia e talvez assim as pessoas fossem votar.

2020-07-29

Atestado Multiusos em caso de Pacientes Oncologicos

Sugiro que a emissão de Atestado Multiusos no caso dos pacientes oncológicos passe directamente para as mãos do médico Oncologista que trata o paciente. Pelo menos para avaliação de grau de incapacidade até 60% sendo possível reavaliação na junta médica em caso de desacordo ou para as consequentes reavaliações. Há pacientes com limitações a precisar de apoios e pelo menos a Junta Médica de Odivelas-Famões está com tempos de espera superiores a 6 meses. Para alguém em cadeira de rodas não é pratico e todos os apoios disponíveis exigem o atestado multiusos.

2020-07-28

Antigos Combatentes

Tomando em linha de conta que muitos dos antigos combatentes tiveram de fazer pagamento à Segurança Social/CGAposentações para lhes ser contado o tempo de serviço militar e, posteriormente, foi criada legislação que permitia contagem do tempo sem ser necessário qualquer pagamento, porque não ressarcir os antigos combatentes que pagaram da verba dispendida ?

2020-07-28

licença

Boa tarde

Alargamento da licença da maternidade ate aos 3 anos!!! Ou facilidade da entrada em creche sem ter que pagar um absurdo!

2020-07-21

Votos .

Gostava de sugerir o porquê das pessoas não poderem votar via internet. Assim já não havia necessidade de ir para as filas nas escolas.

2020-07-21

Determinar número máximo de instituições e/ou empresas em que a mesma pessoa pode exercer integrar qualquer um dos Órgãos Sociais

Sugiro que se estude e determine um número máximo de empresas e/ou instituições públicas ou privadas em que uma pessoa poderá/deverá integrar qualquer um dos Órgãos Sociais - como executivo ou não executivo -, de modo a evitar que cometam erros na gestão, pratiquem atos dolosos, fraudes fiscais e crimes que penalizam o país e os cidadãos.

2020-07-17