Etnia cigana

Em Boliqueime existem 3 comunidades de etnia cigana, tantos e tantos furtos já sem conta, de casas, automóveis e principalmente alfarrobas.
Só conheço um elemento de etnia cigana com emprego na bomba de combustível da família do Cavaco Silva. E tantos jovens de 20 -30 anos. O que fazem estes jovens?
Como as outras pessoas vivem?
Não é com RSI que conseguem viver.
Acho que devia de haver um controlo para estas situações.
Perceber a integração sistémica na sociedade.

2022-12-02

Escalada de níveis de sobrevivência.

Após ver esta notícia https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/homem-morre-em-rixa-em-cafe-apos-agredir-funcionaria-e-cliente, acho o seguinte:
Até ao limite da sobrevivência digna, deveria-se simplificar a vida das pessoas e não exigir uma integração de obrigações legais.
Temos que ter em consideração os desesperos das pessoas, e principalmente não terem dinheiro. Mas o estado cobra tudo em dinheiro.
É melhor ter um barracão do que viver na rua. Mas depois vem as autoridades demolir o barracão sem integração sistémica na sociedade, ficando a pessoa na rua.
É melhor vender um bolo feito em casa, do que andar a pedir ou ficar dependente do banco alimentar. Mas depois vem o fisco impedir que os cafés comprem pequenas coisas sem fatura a privados, que não tem volume de negócio, para ser negócio.
Porque nas escolas não se ensina a criar um porco ou uma galinha ou ordenhar uma cabrita, a plantar umas plantas para o jantar ou almoco? É melhor do que não ter direito a subsídio nenhum do estado por não cumprir as regras legais do estado e ficar sem abrigo. Mas depois vem a fiscalização dizer que aquelas 10 galinhas para comer têm que estar declaradas. Sem volume de negócio considerado negócio.
As pessoas têm que deixar de apanhar 2 ou 3 árvores de fruto no quintal porque têm que vender com fatura, como fosse um negócio, sem volume de negócio.
As pessoas já não podem vender umas couves do quintal no adro da igreja sem fatura, como fosse negócio sem volume de negócio.
É o estado que estrangula a sobrevivência das pessoas, a sua garantia de autonomia para comer e vender um pequenito excedente para comprar um frigorífico que o outro avariou ou uma cama para os novos netos que vão surgir.

O estado tem que criar leis para verdadeiros negócios, com volume de negócio e com mão-de-obra destinada a tratar cada um para o seu tema. Não é chatear o dia-a-dia de sobrevivência para comer, colocar combustível, pagar a electricidade que nem para isso existe.
É necessário recuar até a um determinado nível, para as pessoas vivem em paz sem preocupações e muito menos terem que saberem leis fiscais ou legais que quem vive nesses meios não as sabe quanto mais só quem quer apenas viver.

2022-12-01

Lista de ladrões

Se a lista de pedófilos está divulgada;
Se a lista de devedores está divulgada;
Porque razão a lista de ladrões não está divulgada? Era muito dissuasor e preventivo de outras ações.
Eu discordo totalmente com a proteção de dados. Tudo deveria ser transparente.

2022-12-01

Impressões digitais GNR / Furtos

A GNR devia ser obrigada a tirar as impressões digitais a tudo o que fosse furto.
A primeira coisa que dizem é que não tem condições para fazer, sem tentarem sequer.

Depois, quem for apanhado por furto não pode ter só uma penalização financeira pelo tribunal, senão ainda vai furtar mais. Tem mesmo que ser privado de liberdade, para dar mais valor à sua liberdade.

2022-12-01

Proposta para aliviar custos com empréstimos para habitação própria

" As mais valias resultantes da venda de segundas habitações que sejam utilizadas para amortização antecipada dos empréstimos para habitação própria, não serão alvo de pagamento de impostos."

2022-11-24

Censos 2021- e agora que politicas a definir?

Exmos Srs,
Com as conclusões do Censos 2021 o País apresenta um retrato da situação atual de Portugal e dos portugueses. País envelhecido, 10% de idosos que vivem sozinhos, menos população e mais qualificados. Pensamos que as politicas que possam ser definidas e implementadas deverão, com urgência, refletir sobre a situação atual e decidir sobre que sociedade queremos ter no médio e longo prazo. Um Pais constroi-se a liongo prazo. Sugiro uma reflexão bem célere e sejam equacionadas politicas efetivas e consistentes para mitigar os problemas existentes.

JBG

2022-11-24

Aumento do subsídio de refeição- proposta rejeitada

Exmis Srs,
Este assunto era de extrema justiça e pertinência face à conjuntura existente. Proposta rejeitada em sede de OE 23. Sugiro que quem tem a responsabilidade de reverter/decidir sobre o assunto repense sobre o mesmo. E lamentável
JBG

2022-11-21

Depois dos Açores e da Madeira, quando é que vai ser reposto o tempo de serviço dos professores do continente?

Boa tarde,

É inacreditável como os professores no continente sejam desconsiderados face aos professores dos arquipélagos dos Açores e da Madeira. Como é que é possível que os docentes dos Açores e da Madeira tenham recuperado todo o tempo de serviço que esteve congelado, ao passo que aos docentes que lecionem no continente esse tempo de serviço não seja reposto? Até quando o Ministério da Educação vai continuar a prejudicar os docentes do continente? Esta diferença de tratamento é absolutamente injusta, numa profissão que é cada vez menos atrativa face ao nível de formação destes profissionais.

Espero que esta situação seja considerada na discussão na especialidade deste Orçamento de Estado, e que o Governo devolva aos professores todo o tempo de serviço, bem como reposicione os docentes nos escalões devidos. Somos só um país, ou os Açores e a Madeira são mais e melhores que os portugueses do continente?

2022-11-17

Fundo Ambiental - Financiamento de Reservatórios de Água equivalente ao montante de financiamento das Bicicletas Elétricas

Ex.mos Senhores

Como todos sabemos as alterações climáticas estão aí e é necessário implementar medidas que ajudem a combater e/ou a minorar os seus efeitos. A mobilidade lenta ( por bicicletas elétricas, trotinetes e outros) é uma das medidas com impacto muito significativo na descarbonização das cidades, na promoção da saúde física e na economia familiar.
A implementação desta medida é mais significativa nos centros urbanos, onde um significativo número de pessoas, adere diariamente ao aluguer de veículos partilhados, ou usa o seu próprio veiculo, para o qual pode ter beneficiado de uma apoio do Fundo ambiental que ronda os 50%.

Gostaria de propor que o fundo ambiental financiasse tb a 50%, (do valor de compra , no mesmo montante ou até um montante maior, considerado para as bicicletas) a compra de depósitos / reservatórios de água, com capacidade entre 1000 litros e 5000 litros (de acordo com o nº de pessoas do agregado familiar).

Esta medida seria dirigida à população no geral ( e nas regiões mais afetadas pela seca, em particular) pudesse armazenar água, durante os meses de chuva, para poder utilizar mais tarde nos meses mais secos´, nos seus quintais e jardins, em regas, limpezas exteriores e outros fins que não fosse o consumo humano e/ou animal. Esta medida, visava aumentar a "autonomia" hídrica de cada família e, simultaneamente, ajudaria a fazer face às secas, permitindo ainda um "alívio" no consumo da rede de água potável, pública.

2022-11-14

Conflito de interesses

Nenhum politico em funções deve ter qualquer tipo de ligações com empresas que trabalhem de algum modo com empresas estatais.

2022-11-14